top of page
Buscar

Revelação da GFTeam, Catriel Oliveira brilha no Grand Slam de Abu Dhabi



Catriel é a nova estrela da GFTeam

A GFTeam segue com a renovação de talentos em seu plantel de atletas. No último fim de semana, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, foi a vez de Catriel Oliveira, 20 anos, ser destaque entre os faixas-marrons. Na divisão até 85kg, uma das mais disputadas do evento, o aluno de Julio dos Anjos venceu Mikael Rhaillander (ZR Team) na finalíssima.


Das três lutas que fez, Catriel elegeu o duelo contra Mikael como o mais difícil pelo fato de ter que virar o placar faltando apenas um minuto para o fim. Nas regras da UAE, federação que organiza o Grand Slam Abu Dhabi, a vantagem vale um ponto e o campeão perdia por 2 a 1 até os minutos finais, quando tudo mudou.


“É bem mais fácil lutar com atleta que você sabe o jogo, do que lutar com alguém bem imprevisível. Eu sabia que meu adversário era bem duro, mas só garanti minha vitória nos últimos quatro segundos. O que não faltou foi coração nessa luta. Lutei para frente e esperando qualquer posição que meu adversário fosse fazer. Por conta de tentar ser estratégico em meu jogo, acabei sendo raspado faltando um minuto para acabar a luta. Eu estava perdendo de 2 a 1… Quando eu olhei para o tempo, faltavam apenas 17 segundos, aí eu pensei comigo ‘vou brigar até o último segundo, a única coisa que eu preciso é de uma única vantagem que, no caso na UAEJJF, a vantagem vale um ponto’. Foi nessa briga que eu consegui fazer 2 vantagens faltando apenas quatro segundos para acabar a luta. Matei quase todos do coração (risos)”, comenta Catriel, faixa-marrom há apenas 5 meses.

Foi o primeiro torneio que o campeão venceu em Abu Dhabi, em todas as outras oportunidades ele bateu na trave. Agora, nesta sexta-feira, a jovem revelação tem a chance de carimbar o segundo título em sequência sob os olhares do xeque Tahnoon bin Zayed, que sempre marca presença no World Pro.


“Eu nunca consegui ganhar um campeonato em Abu Dhabi, sempre batia na trave, mas dessa vez eu consegui. Estou bem animado para o próximo. Desde que me tornei pai, eu comecei a ter mais sede para ganhar os campeonatos que davam premiação em dinheiro, ganhei alguns, porém nada comparado a premiação aqui em Abu Dhabi. É muito gratificante saber que você está sendo valorizado. Com essa valorização, consigo ficar tranquilo para ajudar minha família e investir no meu Jiu-Jitsu”, diz o atleta, antes de contar como se sente há dois dias do evento principal.


“Faço o máximo para manter minha mente blindada, pois acredito que 90% das lutas são vencidas na própria mente e 10% no Jiu-Jitsu. Estou pronto para lutar! Muita fé e força de vontade”.

Comments


bottom of page