top of page
Buscar

Jonny Big Boy vence dois mundiais e diz: “agora é brilhar na marrom”


Jonny Big Boy após a conquisto do Mundial ganhou a faixa-marrom

João Marcelo, o popular Jonny Big Boy, de apenas 19 anos, é a nova estrela do Jiu-Jitsu competitivo. O jovem atleta da GFTeam conquistou este status com as suas recentes performances pelo World Pro e o Campeonato Mundial, em Abu Dhabi e na Califórnia, respectivamente, na última temporada.


No mês de dezembro passado, João foi capaz de vencer o World Pro e o Campeonato Mundial em sequência onde acumulou nove vitórias seguidas, sendo cinco delas no primeiro torneio e quatro no segundo torneio.


“Tive uma dificuldade para me acostumar com o fuso horário em Abu Dhabi, também tive um voo muito longo para ir e voltar. Acredito que minha performance foi boa por conta do descanso que tive, me planejei bastante para o World Pro. As pessoas me perguntam sobre lutar com regras diferentes entre os dois torneios e eu costumo dizer que, por conta do meu jogo sempre para frente, eu não mudei nada. Apenas segui o planejamento de buscar a finalização e pontuar ao máximo”, reflete João, que finalizou quatro das nove lutas que fez.


Após as conquistas de dois títulos mundiais, João foi graduado faixa-marrom pelas mãos do seu pai, Marcelo, que o acompanha desde os três anos de idade no tatame.


“Ser graduado pelo meu pai é marcante, ele apoia todas as minhas decisões e eu me senti feliz com o Jiu-Jitsu. Eu tenho muita confiança no que ele me fala, no que ele me diz para fazer e os nossos resultados estão acontecendo. Gosto de competir bastante porque meu pai me levava para competir desde muito novo, não me sinto pressionado. Gosto de testar meu Jiu-Jitsu e lutar sem pressão. Na maioria das vezes, não penso na medalha. Eu apenas penso em lutar bem! Estou determinado a conquistar meu espaço nessa nova faixa. Eu estou muito feliz com tudo e acredito que vai refletir em minhas próximas competições, espero excelentes resultados”, aposta o novo campeão do Jiu-Jitsu.



Jonny e seu pai em treinos na academia, nos Estados Unidos

Além da rotina intensa entre aulas na academia e os treinos de competição, João ainda reserva um tempo para se dedicar à faculdade em Lipscomb in Nashville , TN. Para ele é importante que o atleta profissional tenha uma formação acadêmica.


“Tenho um cronograma bem dividido e bem organizado. Quando vou estudar tiro minha cabeça do Jiu-Jitsu e óbvio também penso no futuro. Ter uma outra profissão é muito importante!”, encerra o JM.


João vai priorizar os principais torneios da IBJJF nesta temporada. Lutar o Campeonato Brasileiro é, também, uma meta.

Comments


bottom of page